Artigos

09h00

Lei de Murici

Não preciso trinchar o significado do título do presente, pois assim que se lê, automaticamente, a sequência do enunciado ecoa na memória. Pois é, o ser humano insiste neste princípio de cuidados. Recentemente, vimos artistas, produtores de arte em manifestações por todo o território nacional contra a extinção do Ministério da Cultura. As alegações eram, de fato, justas. Algumas possivelmente por própria conveniência, mas, no geral, argumentos válidos. Gostaria, no entanto, por outro lado, de ver o mesmo clamor desses fortes formadores de opinião, grandes mobilizadores sociais, fazendo eco contra outros tantos descalabros que maltratam, tiram a dignidade da gente mais sofrida, e tão desesperançosa.


Permita-me, relato próprio, mas penso necessária esta ponderação: já vão quase quarenta anos que luto, ao lado de companheiros, pela realização de um processo de minimização do sofrimento dessa nossa gente que busca, e sempre buscou, atendimento médico, odontológico de qualidade, sem humilhação e pouco ou quase nunca encontra. As possibilidades de auxílio têm piorado e muito. É uma luta inglória, principalmente para quem não guarda coloração partidária ou ideologias subjetivas, posto que a ação difere, e muito, das considerações acadêmicas desses fazedores de “políticas públicas”.


Os abrigos, por exemplo, reclamam, mendigam auxílios governamentais, e só acham cobranças, enrolações, regramentos, geralmente sem sentido... Órgãos e ou pessoas para lutarem pela causa, quase nunca. São imposições sobre imposições. Falam os teóricos governamentais em discursos e propagandas sobre uma rede de auxílio aos abrigos-orfanatos, quimeras, nada mais do que quimeras. E assim seguimos, os que tentamos fazer algo sem interesse algum, a não ser de servir ao próximo, angustiados, sem eco em nossas reclamações. Seria tão bomse esses artistas, em geral, lembrassem também dos que necessitam, mas é Lei de Murici. Ah! Eu não sou vermelho, azul, amarelo... sou furta-cor.

Pre | Desktop e Tablet
Projeto viver Pituaçu na Cidade da Luz
Grupo de orientação maternal Irmã Maria Angélica
Colabore
Oficina de costura Romana Medrado
Grupo de Assistência
Caravana Fraterna
Centro de Cultura e Arte Pai João
Next | Desktop e Tablet
Pre | Smartphone
Centro de Cultura e Arte Pai João
Oficina de costura Romana Medrado
Colabore
Projeto viver Pituaçu na Cidade da Luz
Grupo de orientação maternal Irmã Maria Angélica
Caravana Fraterna
Grupo de Assistência
Next | Smartphone
Rua Barreto Pedroso, 295 • Ptuaçu • Salvador • BA • CEP: 41.741-030 • Brasil
Telefone: +55 71 3363.5538
E-mail: cidadedaluz@cidadedaluz.com.br
2016 - 2017. Cidade da Luz. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo | Agência Digital