Artigos

10h22

Ainda sobre as disputas entre Rui e Neto

Com atenção permanente nas manifestações dos executivos de Salvador e da Bahia, torna-se muito claro, à medida que 2018 se aproxima, uma busca de protagonismo de realizações cada vez maior. Baseado nessa percepção, ocorreu-me propor a ambos os governantes um desafio, tipo competição: Que tal uma corrida para ajudar de forma real, verdadeira, o Terceiro Setor, as instituições filantrópicas, principalmente as de médio e pequeno porte? 

A capilaridade de alcance dos bolsões de grande necessidade é muito maior das instituições que se lançam a realizar um trabalho sério, onde o estado e município sozinhos não alcançam, inclusive por conta de serem paquidermes afeitos as já batidas, repetidas, copiadas ideologias do fazer o que aparece para a mídias e estas instituições ficam ali largadas, sendo conduzidas por corações enobrecidos pelo desprendimento de fazer, por motivação no Bem. Razão pela qual, inclusive, nessa proposta, não deveriam entrar obras conduzidas por político-partidários que por óbvios motivos desenvolvem a sua filantropia. Ademais, esses têm repasses públicos generosos, também pela obviedade dos interesses.

Recebo, infelizmente, constantemente, inúmeras queixas de dificuldades que essas instituições passam, e interessante é observar que por valores financeiros muito menores, os realizadores do Terceiro Setor fazem muito mais do que o estado e o município  com as suas cifras superlativas. Fácil confirmação, basta comparar as ações, em quantitativos humanos e de aportes financeiros.

Essas pessoas abnegadas sofrem por todos os lados, em falta de apoio, de respeitos até humilhação na busca de valores para as suas instituições. Desenvolvem até um certo medo de reclamar, pois quase sempre sofrem retaliações. Pessoalmente, desisti do poder público para a Cidade da Luz, inclusive por conta da minha independência, que sempre gerou antipatia de muitos e certamente retaliações. Hoje não tenho convênio algum, nem com o município, nem com o estado. Há somente uma cessão de salas por aluguel para a Secretaria de educação do município de Salvador, em parceria que tem gerado reconhecimentos e conquistas até nacionais, como premiação em Olimpíada de Matemática, e destaque por parte do Ministério Público da Bahia. Mas o valor recebido, em verdade, serve para manter um nível melhor das salas de aula para os nossos alunos, inclusive com ar-condicionados, para falar o mínimo.

Em fim, vamos lá Rui e Neto: disputem aí, pelo que não aparece na mídia, mas gera real reconhecimento.

 

* José Medrado é líder espírita, fundador da Cidade da Luz, palestrante espírita e mestre em Família pela UCSal.

Pre | Desktop e Tablet
Grupo de orientação maternal Irmã Maria Angélica
Oficina de costura Romana Medrado
Caravana Fraterna
Grupo de Assistência
Centro de Cultura e Arte Pai João
Projeto viver Pituaçu na Cidade da Luz
Colabore
Next | Desktop e Tablet
Pre | Smartphone
Grupo de Assistência
Grupo de orientação maternal Irmã Maria Angélica
Projeto viver Pituaçu na Cidade da Luz
Caravana Fraterna
Oficina de costura Romana Medrado
Colabore
Centro de Cultura e Arte Pai João
Next | Smartphone
Rua Barreto Pedroso, 295 • Ptuaçu • Salvador • BA • CEP: 41.741-030 • Brasil
Telefone: +55 71 3363.5538
E-mail: cidadedaluz@cidadedaluz.com.br
2016 - 2017. Cidade da Luz. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo | Agência Digital