Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o nosso site e as páginas que visita. Tudo para tornar sua experiência a mais agradável possível. Para obter mais informações, consulte o nosso política de privacidade e nossa política de cookies. E para entender os tipos de cookies que utilizamos, clique em Opções. Ao clicar em Aceito, você consente com a utilização de cookies.

Aceito Opções

Definições

Queremos ser transparentes sobre os dados que nós e os nossos parceiros coletamos e como os utilizamos, para que você possa controlar melhor os seus dados pessoais. Para obter mais informações, consulte a nossa política de privacidade e nossa politíca de cookies.

O que são cookies?

Cookies são arquivos salvos em seu computador, tablet ou telefone quando você visita um site.

Usamos os cookies necessários para fazer o site funcionar da melhor forma possível e sempre aprimorar os nossos serviços.

Alguns cookies são classificados como necessários e permitem a funcionalidade central, como segurança, gerenciamento de rede e acessibilidade. Estes cookies podem ser coletados e armazenados assim que você inicia sua navegação ou quando usa algum recurso que os requer.

Gerenciar preferências de consentimento

Utilizamos softwares analíticos de terceiros para coletar informações estatísticas sobre os visitantes do nosso site. Esses plugins podem compartilhar o conteúdo que você fornece para terceiros. Recomendamos que você leia as políticas de privacidade deles.

Bloquear / Ativar
Google Analytics
Necessário

São aqueles que permitem a você navegar pelo site e usar recursos essenciais, como áreas seguras, por exemplo. Esses cookies não guardam quaisquer informações sobre você que possam ser usadas em ações de comunicação de produto ou serviço ou para lembrar as páginas navegadas no site.

Bloquear / Ativar
Site
Necessário

Artigos

09h00

Mentiras governamentais

Uma onda de informações equivocadas movimentou o Brasil diante do aumento do Judiciário aprovado pelo Congresso Nacional. Em verdade, o governo, na praxe de aviltar o estado democrático de direito, viola a Constituição Federal em seu Art. 37, X, que determina revisão geral e anual, sempre na mesma data, das remunerações dos servidores da União, o que não acontecia desde 2006. A lei que aprovou a reposição salarial tramitava desde 2009, passou e foi aprovada por todas as comissões necessárias do Congresso. Não é nada novo para o governo, que, na sua expertise de mentir e enganar, passa uma visão inverídica para a sociedade. Parte da mídia informa que nós, os servidores, receberemos aumento entre 50 e 70%. O aumento real gira em torno de 56%, em cinco parcelas, sendo a última, possivelmente, em meados de 2018. Os valores acima disto são de carreiras que estão se extinguindo, onde não existem mais concursos.

Estranha, porém, a reação contrária ao nosso pleito de quem é trabalhador. Qual o trabalhador que não busca na data-base, nos dissídios os seus reajustes? Nós não poderíamos buscar as nossas perdas? O Ministério do Planejamento divulga de forma malévola que o salário inicial de um analista do Poder Judiciário é maior que o do Poder Executivo. Não é verdade. O Ministério do Planejamento vai fazer concurso – em atual divulgação – para analista de planejamento com salário inicial de mais de R$ 15 mil. Já no Judiciário, esse valor é menos da metade. 

A inflação deste ano chegará aos 10% e, nos próximos três anos, é possível que ultrapasse os 20%, por baixo, segundo analistas. Estamos engolindo a inflação desde 2006, e temos que aceitar o absolutismo do Executivo? Agora querem nos fazer de bode expiatório, desviando o foco dos desmandos do governo e impondo a todos nós trabalhadores a conta de sua incompetência. O Congresso está dando prova de que as coisas estão mudando e que ele não permitirá a manutenção desse absolutismo do Executivo.

 

José Medrado
Mestre em Família pela UCSal e fundador da Cidade da Luz

Pre | Desktop e Tablet
Centro de Cultura e Arte Pai João
Oficina de costura Romana Medrado
Grupo de orientação maternal Irmã Maria Angélica
Colabore
Projeto viver Pituaçu na Cidade da Luz
Grupo de Assistência
Caravana Fraterna
Next | Desktop e Tablet
Pre | Smartphone
Oficina de costura Romana Medrado
Projeto viver Pituaçu na Cidade da Luz
Centro de Cultura e Arte Pai João
Grupo de orientação maternal Irmã Maria Angélica
Grupo de Assistência
Colabore
Caravana Fraterna
Next | Smartphone
Rua Barreto Pedroso, 295 • Ptuaçu • Salvador • BA • CEP: 41.741-030 • Brasil
Telefone: +55 71 3363.5538
E-mail: cidadedaluz@cidadedaluz.com.br
2016 - 2021. Cidade da Luz. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital