Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o nosso site e as páginas que visita. Tudo para tornar sua experiência a mais agradável possível. Para obter mais informações, consulte o nosso política de privacidade e nossa política de cookies. E para entender os tipos de cookies que utilizamos, clique em Opções. Ao clicar em Aceito, você consente com a utilização de cookies.

Aceito Opções

Definições

Queremos ser transparentes sobre os dados que nós e os nossos parceiros coletamos e como os utilizamos, para que você possa controlar melhor os seus dados pessoais. Para obter mais informações, consulte a nossa política de privacidade e nossa politíca de cookies.

O que são cookies?

Cookies são arquivos salvos em seu computador, tablet ou telefone quando você visita um site.

Usamos os cookies necessários para fazer o site funcionar da melhor forma possível e sempre aprimorar os nossos serviços.

Alguns cookies são classificados como necessários e permitem a funcionalidade central, como segurança, gerenciamento de rede e acessibilidade. Estes cookies podem ser coletados e armazenados assim que você inicia sua navegação ou quando usa algum recurso que os requer.

Gerenciar preferências de consentimento

Utilizamos softwares analíticos de terceiros para coletar informações estatísticas sobre os visitantes do nosso site. Esses plugins podem compartilhar o conteúdo que você fornece para terceiros. Recomendamos que você leia as políticas de privacidade deles.

Bloquear / Ativar
Google Analytics
Necessário

São aqueles que permitem a você navegar pelo site e usar recursos essenciais, como áreas seguras, por exemplo. Esses cookies não guardam quaisquer informações sobre você que possam ser usadas em ações de comunicação de produto ou serviço ou para lembrar as páginas navegadas no site.

Bloquear / Ativar
Site
Necessário

Artigos

10h29

Aborto em discussão

As discussões começam por todos os lados. Audiências públicas propostas pela ministra Rosa Weber levam defensores e os contrários a exporem seus argumentos, tentando convencer a todos quanto aos seus pontos de vista. Um lado fala em homicídio, onde a “vítima” não tem como se defender. O outro tenta defende que até a 12ª semana não há vida estabelecida.

Honestamente, passando ou não a descriminalização do aborto, a verdade é que quem estiver propenso a fazer, fará. Não é esta ou aquela lei que dissuadirá alguém de realizá-lo. Ou alguém acha que existindo o crime, como nos dias atuais, alguém deixou de fazer, de buscar quem realizasse?! Então, e consequentemente, o problema não é a retirada da criminalização ou não, mas uma questão de formação, de profissão de fé, de sentido e compreensão de vida. 

De outra parte, pelos relatos que já ouvi, mulher alguma faz aborto, como se fosse a um shopping fazer compras e, não raro, a culpa martiriza, muitas vezes, por vários anos. Assim, compreendo que o Estado não tem o direito de legislar sobre questões de fé ou ideológicas, mas nós, que abraçamos princípios, valores religiosos, deveremos fazer o nosso papel, naquilo que julgamos o correto, como instrumento de esclarecimento, mas, nunca, como forma de atemorizar. Entendo religião com acolhedora, consoladora, jamais tribunal de condenação e exclusão.

A mim não me importo se a questão será revista, para lado algum, pois sei que muitas continuarão fazendo, sendo que as que com recursos buscarão as suas clínicas elegantes – geralmente todo mundo sabe quais e onde – e as que não têm condições farão no fundo do quintal com a vizinha, que vai afirmar que é simples, bastante introduzir uma haste de mamona e resolve o problema, como algumas já me relataram como fizeram.

Precisamos, isto sim, educar de forma firme e eficaz as mulheres e os homens para que se protejam contra gravidezes indesejáveis, bem como doenças sexualmente transmissíveis (DST), pois só assim o convencimento evitará o pior.

 

* José Medrado é líder espírita, fundador da Cidade da Luz, palestrante espírita e mestre em Família pela UCSal.

 

Pre | Desktop e Tablet
Projeto viver Pituaçu na Cidade da Luz
Centro de Cultura e Arte Pai João
Oficina de costura Romana Medrado
Grupo de Assistência
Colabore
Caravana Fraterna
Grupo de orientação maternal Irmã Maria Angélica
Next | Desktop e Tablet
Pre | Smartphone
Grupo de orientação maternal Irmã Maria Angélica
Projeto viver Pituaçu na Cidade da Luz
Grupo de Assistência
Caravana Fraterna
Colabore
Oficina de costura Romana Medrado
Centro de Cultura e Arte Pai João
Next | Smartphone
Rua Barreto Pedroso, 295 • Ptuaçu • Salvador • BA • CEP: 41.741-030 • Brasil
Telefone: +55 71 3363.5538
E-mail: cidadedaluz@cidadedaluz.com.br
2016 - 2021. Cidade da Luz. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital