Artigos

09h20

Tenha paciência, Bolsonaro

Faço parte com um grupo de religiosos de diversas denominações, inclusive do islamismo, do Comitê inter-religioso da Bahia (CIRB), com o objetivo e propósito de fomentar a discussão, gerar ações em conjunto, servir de referência para o cultivo pacífico de uma vivência de respeito entre diferentes. Convergimos no que seja comum a todas as religiões e no que divergimos nem tocamos.

A nossa Constituição de 1988 sacra a laicidade do país, ou seja, não há religião oficial do Estado brasileiro, ainda que vemos, inadvertidamente chefes do Executivo, em todas as suas instâncias, fazendo inaugurações com celebrações de religiões da profissão de fé que vivencia. É verdade, também, por outro lado, que a cada dia esta “tradição” está deixando de existir. Foi por isso que, confesso, me chocou o presidente Jair Bolsonaro comentar o que ele chamou de “completamente equivocada” a criminalização da homofobia, pelo Supremo Tribunal Federal (STF), com enquadramento na lei de crime de racismo. A questão não se cinge ao seu comentário, mas por causa do seu descontentamento afirmar que precisaria de um ministro evangélico no STF, pois ele sentaria no processo que resultou na criminalização da homofobia. 

Muito lamentável tal comentário presidencial sem precedente, pois ele está estabelecendo como critério para o STF, guardião da Constituição, não o notável saber jurídico, tampouco a reputação ilibada, mas a religião! Ademais, alguém precisa avisar a ele que no Brasil não tem religião oficial, e que ele representa a população em seu conjunto. 

É preciso, sim, ações vigorosas contra grupos religiosos que têm invadido terreiros de candomblé e destruído objetos sagrados dos seus seguidores, muitas vezes, inclusive, com expulsão dos religiosos de seus terreiros. Muitos desses criminosos são traficantes e agem proclamando a sua fé. O absurdo de tudo, como se por si só a situação não fosse absurda, é um traficante se dizer cristão. Vê-se de logo em que conta se estabelece o ser cristão, para alguns.


*José Medrado é líder espírita, fundador da Cidade da Luz, palestrante espírita e mestre em Família pela UCSal. Escreve para o BNews às segundas-feiras.

Pre | Desktop e Tablet
Projeto viver Pituaçu na Cidade da Luz
Colabore
Caravana Fraterna
Centro de Cultura e Arte Pai João
Grupo de Assistência
Grupo de orientação maternal Irmã Maria Angélica
Oficina de costura Romana Medrado
Next | Desktop e Tablet
Pre | Smartphone
Colabore
Centro de Cultura e Arte Pai João
Oficina de costura Romana Medrado
Grupo de orientação maternal Irmã Maria Angélica
Grupo de Assistência
Projeto viver Pituaçu na Cidade da Luz
Caravana Fraterna
Next | Smartphone
Rua Barreto Pedroso, 295 • Ptuaçu • Salvador • BA • CEP: 41.741-030 • Brasil
Telefone: +55 71 3363.5538
E-mail: cidadedaluz@cidadedaluz.com.br
2016 - 2019. Cidade da Luz. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital