Artigos

09h00

Jesus iria à lavagem?

Amanhã acontecerá a tradicional Lavagem do Bonfim, fazendo prevalecer o princípio de que “quem tem fé vai a pé” e milhares vão, em especial os políticos. Chama-me a atenção, no entanto, que todos querem chegar ao adro da Igreja e receber as águas de cheiro, espargidas pelas filhas e mães de Santo, é aí que eu me pergunto: onde estão estes milhares quando o Candomblé, religião que representa vivamente a manifestação, sofre intolerância? Onde estas cabeças que querem bênçãos das Yas estão, quando os terreiros delas são invadidos? É natural este nosso sincretismo, este jeito bem baiano de ser: é a riqueza de nossa gente, de nossa cultura. O Candomblé comanda, os cristãos não-dogmáticos se rendem. Por esse e outros motivos, precisamos ser mais cristãos e menos pregadores de conveniências e recalques. Alguém já disse que estamos vivendo momentos estranhos, esquisitos, inclusive na seara dos que se dizem cristãos. Ódio disseminado em comentários; bocas que proclamam o amor de Cristo, mas que vociferam anátemas contra homossexuais e outros seres humanos, em seus direito de ser. Onde Cristo está nestas pessoas? Faz muitos anos fui presenteado, por uma amiga dirigente espírita, com o livro do protestante Charles Sheldon, “Em seus passos, o que faria Jesus?”. No livro, os membros de uma igreja começam a se perguntar “O que Jesus faria?”, antes de cada atitude a ser tomada e começam a ver a diferença que isso faz. Precisamos nos perguntar exatamente isso. Será que Jesus condenaria a Lavagem, ou iria montado em um burrico? Iria certamente andando, já que burros estão proibidos. Nos dias atuais como faria Ele: tomaria em seus braços os menos favorecidos? Fazendo ainda valer o quando fizeres a um destes pequeninos irmãos a mim o fizestes; Jesus acolheu os rejeitados, demonstrando amor pelos desprezados da sociedade, chamando um cobrador de impostos para ser discípulo; perdoou sempre com o seu amor, haja vista a mulher adúltera; não discriminou, aceitou a rica Joana, que era esposa de Cuza, procurador de Herodes Antipas; apresenta-se depois da morte por primeira vez àquela que teria sido prostituta, Maria de Magadala. Vejo, porém, a Sua força arrebatadora quando confronta a hipocrisia, pronunciando contra pessoas que falam em nome de Deus para ferir outras. Ele, não. Afirmou o Seu, nosso Deus cheio de compaixão e misericórdia. Esse é o Jesus que vejo, sinto, e nada, nem ninguém fará mudar o meu entendimento sobre esta força. Sejamos, então, mais realmente cristãos e não os velhos de sempre: “Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! Pois que limpais o exterior do copo e do prato, mas o interior está cheio de rapina e de intemperança”. Então, como Jesus faria nos dias atuais? 

José Medrado Mestre em família pela Ucsal e fundador da Cidade da Luz

Pre | Desktop e Tablet
Oficina de costura Romana Medrado
Caravana Fraterna
Projeto viver Pituaçu na Cidade da Luz
Colabore
Centro de Cultura e Arte Pai João
Grupo de Assistência
Grupo de orientação maternal Irmã Maria Angélica
Next | Desktop e Tablet
Pre | Smartphone
Colabore
Projeto viver Pituaçu na Cidade da Luz
Caravana Fraterna
Grupo de Assistência
Centro de Cultura e Arte Pai João
Grupo de orientação maternal Irmã Maria Angélica
Oficina de costura Romana Medrado
Next | Smartphone
Rua Barreto Pedroso, 295 • Ptuaçu • Salvador • BA • CEP: 41.741-030 • Brasil
Telefone: +55 71 3363.5538
E-mail: cidadedaluz@cidadedaluz.com.br
2016 - 2021. Cidade da Luz. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o nosso site e as páginas que visita. Tudo para tornar sua experiência a mais agradável possível. Para obter mais informações, consulte o nosso política de privacidade e nossa política de cookies. E para entender os tipos de cookies que utilizamos, clique em Opções. Ao clicar em Aceito, você consente com a utilização de cookies.

Aceito Opções

Definições

Queremos ser transparentes sobre os dados que nós e os nossos parceiros coletamos e como os utilizamos, para que você possa controlar melhor os seus dados pessoais. Para obter mais informações, consulte a nossa política de privacidade e nossa politíca de cookies.

O que são cookies?

Cookies são arquivos salvos em seu computador, tablet ou telefone quando você visita um site.

Usamos os cookies necessários para fazer o site funcionar da melhor forma possível e sempre aprimorar os nossos serviços.

Alguns cookies são classificados como necessários e permitem a funcionalidade central, como segurança, gerenciamento de rede e acessibilidade. Estes cookies podem ser coletados e armazenados assim que você inicia sua navegação ou quando usa algum recurso que os requer.

Gerenciar preferências de consentimento

Utilizamos softwares analíticos de terceiros para coletar informações estatísticas sobre os visitantes do nosso site. Esses plugins podem compartilhar o conteúdo que você fornece para terceiros. Recomendamos que você leia as políticas de privacidade deles.

Bloquear / Ativar
Google Analytics
Necessário

São aqueles que permitem a você navegar pelo site e usar recursos essenciais, como áreas seguras, por exemplo. Esses cookies não guardam quaisquer informações sobre você que possam ser usadas em ações de comunicação de produto ou serviço ou para lembrar as páginas navegadas no site.

Bloquear / Ativar
Site
Necessário