Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o nosso site e as páginas que visita. Tudo para tornar sua experiência a mais agradável possível. Para obter mais informações, consulte o nosso política de privacidade e nossa política de cookies. E para entender os tipos de cookies que utilizamos, clique em Opções. Ao clicar em Aceito, você consente com a utilização de cookies.

Aceito Opções

Definições

Queremos ser transparentes sobre os dados que nós e os nossos parceiros coletamos e como os utilizamos, para que você possa controlar melhor os seus dados pessoais. Para obter mais informações, consulte a nossa política de privacidade e nossa politíca de cookies.

O que são cookies?

Cookies são arquivos salvos em seu computador, tablet ou telefone quando você visita um site.

Usamos os cookies necessários para fazer o site funcionar da melhor forma possível e sempre aprimorar os nossos serviços.

Alguns cookies são classificados como necessários e permitem a funcionalidade central, como segurança, gerenciamento de rede e acessibilidade. Estes cookies podem ser coletados e armazenados assim que você inicia sua navegação ou quando usa algum recurso que os requer.

Gerenciar preferências de consentimento

Utilizamos softwares analíticos de terceiros para coletar informações estatísticas sobre os visitantes do nosso site. Esses plugins podem compartilhar o conteúdo que você fornece para terceiros. Recomendamos que você leia as políticas de privacidade deles.

Bloquear / Ativar
Google Analytics
Necessário

São aqueles que permitem a você navegar pelo site e usar recursos essenciais, como áreas seguras, por exemplo. Esses cookies não guardam quaisquer informações sobre você que possam ser usadas em ações de comunicação de produto ou serviço ou para lembrar as páginas navegadas no site.

Bloquear / Ativar
Site
Necessário

Artigos

08h00

Coronavírus: Exagero ou prevenção?

O filósofo Guy Debord escreveu um livro, de indispensável leitura pelos estudiosos das Ciências Sociais, que tem por título “A sociedade do espetáculo”. Virou um clássico nos estudos dos comportamentos mentais das massas, o papel dos mass media  (meios de comunicação de massa ) nesses movimentos, e até onde somos todos por eles influenciados em nosso dia a dia individual. Falo, honestamente, e sem qualquer intenção de desmobilização, mas apenas para refletir acerca deste frenesi entorno do tal corona vírus. Se não, vejamos: ontem (1/3)  as informações são de que  após confirmar o segundo caso de infecção (sem morte) pelo novo coronavírus (Covid-19), o Brasil atualizou o número de ocorrências da doença. Segundo o Ministério da Saúde, o país tem 252 casos suspeitos, a maior parte deles em São Paulo (136). Já  o número de pessoas afetadas no mundo chegou a 87.565, incluindo 2.990 mortes, em 64 países. 

Agora veja os números do Brasil da dengue, por exemplo,  em 2019:  segundo o Ministério da Saúde, foram confirmados 754 mortes, sendo que infectados pelo mosquito foram 1.527.119, isto mesmo mais de um milhão e quinhentos mil. Adiante: no ano passado, só consegui encontrar dados até junho,  morreram por gripe no Brasil  339 pessoas, mas ela mata em média 900 pessoas por ano, afirma a Dra. Isabella Ballalai, atual vice-presidente da Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm). E o tal corona vírus é uma gripe, gripe sim. Verdade que se alastra muito fácil, mas é uma gripe e tratada como tal, mas o que está sendo posto é algo tenebroso, apocalíptico. 

Não entendo porque todos os grandes especialistas ouvidos não noticiam estes números, inclusive como instrumento de mitigação do pânico que está se estabelecendo, além de uma saraivada de notícias falsas, muitas alarmistas e ao meu ver precipitadas, permissa vênia, como as orientações da CNBB para que nas missas não tenham abraços, nem mãos dadas. As orientações de prevenção, através da higienização constante deveria ser de ordinário para todos, sempre. 

E vamos vendo pelas redes sociais as considerações mais esdrúxulas possíveis, principalmente quando se trata de se “perder” apenas alguns minutos em uma pesquisa séria. É a tal da informação fast food, rápida, sem qualquer critério de avaliação. 

Ao ler e ver tudo isto posto nas informações percebo que se estabeleceu o chamado pânico moral, um sentimento de medo, por vezes exagerado, espalhado em um grande número de pessoas de que algum mal que ameaça o bem-estar da sociedade. Estudado inicialmente por  Stan Cohen, no início da década de 1970, que, em verdade, envolvia estudos acerca da reação exagerada da mídia, da polícia ou do público em geral em relação a alguma situação social específica. Todavia, hoje em dia, um pânico moral é uma resposta exagerada a um tipo de comportamento que é visto como um problema social. Reação essa que amplia, e muito,  a área de preocupação original. 

Apenas para informação a você, carlo leitor, para perceber ao que de fato estamos expostos, incrível, mas você sabia que o seu celular tem mais bactéria que a sola de um sapato? Pois é, assim como o teclado do computador, celular também é um esconderijo para bactérias. A coisa é tão séria que o biomédico Roberto Figueiredo, aquele que fazia o Dr. Bactéria, resolveu fazer um teste. Ele recolheu amostras em celulares usados e na sola dos sapatos.

Depois, ele limpa os celulares e faz uma segunda coleta. Tudo é levado para o laboratório e analisado. Acredite: um celular tem mais bactérias do que uma sola de sapato. E mais: um estudo feito pelo Centro Universitário UniMetrocamp, de Campinas (SP) apontam a presença de até 23 mil fungos e bactérias no seu celular, que podem provocar doenças, que  vão de micoses, conjuntivite e intoxicações alimentares até infecções respiratórias e urinárias. Então veja quanto você tem que se preocupar...o seu inimigo está aí pertinho de você.  (R)

 

* José Medrado é líder espírita, fundador da Cidade da Luz, palestrante espírita e mestre em Família pela UCSal. Também é apresentador de rádio.

Pre | Desktop e Tablet
Centro de Cultura e Arte Pai João
Grupo de Assistência
Projeto viver Pituaçu na Cidade da Luz
Colabore
Grupo de orientação maternal Irmã Maria Angélica
Caravana Fraterna
Oficina de costura Romana Medrado
Next | Desktop e Tablet
Pre | Smartphone
Projeto viver Pituaçu na Cidade da Luz
Centro de Cultura e Arte Pai João
Caravana Fraterna
Colabore
Grupo de Assistência
Oficina de costura Romana Medrado
Grupo de orientação maternal Irmã Maria Angélica
Next | Smartphone
Rua Barreto Pedroso, 295 • Ptuaçu • Salvador • BA • CEP: 41.741-030 • Brasil
Telefone: +55 71 3363.5538
E-mail: cidadedaluz@cidadedaluz.com.br
2016 - 2021. Cidade da Luz. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital