Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o nosso site e as páginas que visita. Tudo para tornar sua experiência a mais agradável possível. Para obter mais informações, consulte o nosso política de privacidade e nossa política de cookies. E para entender os tipos de cookies que utilizamos, clique em Opções. Ao clicar em Aceito, você consente com a utilização de cookies.

Aceito Opções

Definições

Queremos ser transparentes sobre os dados que nós e os nossos parceiros coletamos e como os utilizamos, para que você possa controlar melhor os seus dados pessoais. Para obter mais informações, consulte a nossa política de privacidade e nossa politíca de cookies.

O que são cookies?

Cookies são arquivos salvos em seu computador, tablet ou telefone quando você visita um site.

Usamos os cookies necessários para fazer o site funcionar da melhor forma possível e sempre aprimorar os nossos serviços.

Alguns cookies são classificados como necessários e permitem a funcionalidade central, como segurança, gerenciamento de rede e acessibilidade. Estes cookies podem ser coletados e armazenados assim que você inicia sua navegação ou quando usa algum recurso que os requer.

Gerenciar preferências de consentimento

Utilizamos softwares analíticos de terceiros para coletar informações estatísticas sobre os visitantes do nosso site. Esses plugins podem compartilhar o conteúdo que você fornece para terceiros. Recomendamos que você leia as políticas de privacidade deles.

Bloquear / Ativar
Google Analytics
Necessário

São aqueles que permitem a você navegar pelo site e usar recursos essenciais, como áreas seguras, por exemplo. Esses cookies não guardam quaisquer informações sobre você que possam ser usadas em ações de comunicação de produto ou serviço ou para lembrar as páginas navegadas no site.

Bloquear / Ativar
Site
Necessário

Artigos

17h04

E o Pós Pandemia?

Nesses tempos de coronavírus relembrando que há muito as pesquisas anuais da organização britânica Charities Aid Foundation (CAF), em parceria com o Instituto Gallup, divulgadas pelo World Giving Index indicam que o Brasil não é um país solidário. A cada ano os indicadores brasileiros só vêm despencando. Na última pesquisa, o Brasil caiu, entre 146 países pesquisados, da posição 75 para a 122. Muito triste, mas de tão fácil percepção. Não faz muitos dias, presenciei ao entrar em uma farmácia para comprar um anti-histamínico, uma discussão inusitada, para falar o mínimo: uma senhora viu um vidro de álcool em gel sobre o balcão e quis comprar, ao que a vendedora disse que aquele era para o uso dos clientes – já estava pela metade -, ali, naquele momento de compra...mal a funcionária acabou de falar, como um flecha, uma outra senhora veio da outra extremidade do balcão, vociferando: se vender para ela, vai ter que dividir, pois também quero.  Confesso que fiquei atônito, inclusive porque uma pequena discussão se iniciou entre as duas “cidadãs” que queriam o que não estava à venda, era para uso coletivos. 

Ora, certamente você que está lendo estas despretensiosas palavras vai começar a lembrar de algum episódio envolvendo a tal farinha pouca o meu pirão primeiro, sem qualquer noção de cidadania, de empatia com o outro. Na mesma hora me veio uma imagem de um tsunami recentemente ocorrido no Japão e uma fila, organizada, onde cada pessoa recebia uma pequena garrafa de água mineral, de forma ordenada, sem os fura-filas, sem reclamações. 
    
Alguém se lembra de Brumadinho e Mariana, das centenas de mortes, da movimentação nacional por ajuda? Saiu da mídia, deixa de ser foco.

Por outro lado, ainda pior, uma queda de braço e mesmo torcida para que um lado (a favor da quarentena horizontal) e o outro (da vertical) vibrando para que a sua posição seja a vencedora. O que implica em torcer para ver quantos mortos e danos poderão ser contabilizados a favor de quem defende um ou outro lado. Tudo muito triste e bisonho.  

Dessa forma, infelizmente, vou na contramão de quem está dizendo que esta pandemia fará as pessoas a terem uma visão diferente da vida, de sua forma de conduzir suas questões pessoais e coletivas. Honestamente? Talvez quando passar essa tragédia e termos a dimensão de tudo que possa ter acontecido, acredito que se guardará um pouco dos resquícios do medo, da angústia...das lembranças, mas com o passar do tempo tudo – espero estar enganado – voltará ao mesmo patamar do egoísmo de sempre. Infelizmente. 

José Medrado é líder espírita, fundador da Cidade da Luz, palestrante espírita e mestre em Família pela UCSal. Também é apresentador de rádio.

Pre | Desktop e Tablet
Grupo de orientação maternal Irmã Maria Angélica
Centro de Cultura e Arte Pai João
Colabore
Caravana Fraterna
Grupo de Assistência
Projeto viver Pituaçu na Cidade da Luz
Oficina de costura Romana Medrado
Next | Desktop e Tablet
Pre | Smartphone
Grupo de Assistência
Grupo de orientação maternal Irmã Maria Angélica
Caravana Fraterna
Projeto viver Pituaçu na Cidade da Luz
Colabore
Oficina de costura Romana Medrado
Centro de Cultura e Arte Pai João
Next | Smartphone
Rua Barreto Pedroso, 295 • Ptuaçu • Salvador • BA • CEP: 41.741-030 • Brasil
Telefone: +55 71 3363.5538
E-mail: cidadedaluz@cidadedaluz.com.br
2016 - 2021. Cidade da Luz. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital