Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o nosso site e as páginas que visita. Tudo para tornar sua experiência a mais agradável possível. Para obter mais informações, consulte o nosso política de privacidade e nossa política de cookies. E para entender os tipos de cookies que utilizamos, clique em Opções. Ao clicar em Aceito, você consente com a utilização de cookies.

Aceito Opções

Definições

Queremos ser transparentes sobre os dados que nós e os nossos parceiros coletamos e como os utilizamos, para que você possa controlar melhor os seus dados pessoais. Para obter mais informações, consulte a nossa política de privacidade e nossa politíca de cookies.

O que são cookies?

Cookies são arquivos salvos em seu computador, tablet ou telefone quando você visita um site.

Usamos os cookies necessários para fazer o site funcionar da melhor forma possível e sempre aprimorar os nossos serviços.

Alguns cookies são classificados como necessários e permitem a funcionalidade central, como segurança, gerenciamento de rede e acessibilidade. Estes cookies podem ser coletados e armazenados assim que você inicia sua navegação ou quando usa algum recurso que os requer.

Gerenciar preferências de consentimento

Utilizamos softwares analíticos de terceiros para coletar informações estatísticas sobre os visitantes do nosso site. Esses plugins podem compartilhar o conteúdo que você fornece para terceiros. Recomendamos que você leia as políticas de privacidade deles.

Bloquear / Ativar
Google Analytics
Necessário

São aqueles que permitem a você navegar pelo site e usar recursos essenciais, como áreas seguras, por exemplo. Esses cookies não guardam quaisquer informações sobre você que possam ser usadas em ações de comunicação de produto ou serviço ou para lembrar as páginas navegadas no site.

Bloquear / Ativar
Site
Necessário

Artigos

09h00

Eleição de transgêneros

Pessoalmente, penso que quando se fala em resultados dessas últimas eleições, vejo muitos analistas falando que houve uma espécie de fratura do conservadorismo. Entendo, no entanto, que não se trata de conservadorismo, mas em muitas posições de retrocesso. Não falo de questões partidárias, porém de conquistas cidadãs, de avanço de direitos, de reconhecimento e manutenção de direitos civis, na ampliação da dignidade humana. Reconhecer a autonomia, por exemplo, de alguém ser, na busca da sua identificação sexual, é direito puro à cidadania, e sentimento de solidariedade e empatia. Dessa forma, vejo com exultação as eleições de transgêneros nesse último pleito. O Brasil lidera o ranking mundial de assassinatos de transgêneros, de acordo com a ONG Transgender Europe. Só em 2019, foram registrados 124 casos no país, segundo dados da Associação de Travestis e Transexuais (Antra). Mesmo apresentando uma diminuição de 24% em relação aos números de 2018, quando foram registrados 163 assassinatos. Dados da Antra mostram que o Nordeste é a região com mais casos, concentrando 45 assassinatos – ou 37% do total. O Ceará é o estado nordestino com mais casos, seguido por Bahia e Pernambuco. Em décimo lugar está o Maranhão. Após o Nordeste, a região Sudeste é a mais transfóbica do Brasil, tendo registrado 37 assassinatos no ano passado. Em seguida estão as regiões Sul, Norte e Centro-Oeste. Essas mulheres, em especial, romperam as barreiras e fazem história de cidadania e respeito ao diferente, ao serem o que são. Belo Horizonte elege sua primeira vereadora trans, Duda Salabert, sendo a mais votada da história da capital mineira, da mesma forma em Aracaju, a educadora Linda Brasil se elegeu com maior número de votos, em São Paulo tem Erika Hilton como a primeira mulher trans eleita vereadora e Thammy Miranda , primeiro homem trans eleito. A isso se chama cidadania, exercício lídimo da democracia. Curiosamente, muitos exaltam os ideais democráticos e até cristãos, mas exercem o autoritarismo de ideias e os sentimentos e ações anticristãos quando o discurso vai para a prática. Não se trata de questões de competência, qualificação, mas de direito. Aos eleitores a avaliação dos seus votos, em processo de crítica e reconhecimento de erros e acertos. A dinâmica democrática facilita essas revisões. Uma sociedade não cresce em civilidade, se se mantém em seus porões ideológicos processos discriminatórios de toda e qualquer natureza, geradores de sentimentos odiosos de repulsa, ataques e desrespeitos a toda e qualquer minoria. As pessoas são o que elas são e se apresentam, não cabendo a ninguém, por designação públicaeou pretensa divina conceituar, julgar. Direitos e deveres são iguais para todos, assim é na democracia.

José Medrado Mestre em família pela Ucsal e fundador da Cidade da Luz

Pre | Desktop e Tablet
Oficina de costura Romana Medrado
Caravana Fraterna
Centro de Cultura e Arte Pai João
Colabore
Grupo de Assistência
Grupo de orientação maternal Irmã Maria Angélica
Projeto viver Pituaçu na Cidade da Luz
Next | Desktop e Tablet
Pre | Smartphone
Oficina de costura Romana Medrado
Colabore
Grupo de Assistência
Projeto viver Pituaçu na Cidade da Luz
Grupo de orientação maternal Irmã Maria Angélica
Centro de Cultura e Arte Pai João
Caravana Fraterna
Next | Smartphone
Rua Barreto Pedroso, 295 • Ptuaçu • Salvador • BA • CEP: 41.741-030 • Brasil
Telefone: +55 71 3363.5538
E-mail: cidadedaluz@cidadedaluz.com.br
2016 - 2021. Cidade da Luz. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital