Artigos

10h00

Responsabilidade direcionada?

É inegável que as pessoas à medida que vão sentindo perto de si os incômodos, dores de algo que está na sociedade tende com o tempo a externar este desconforto. É uma grande fonte de estresse a cogitação de um sofrimento pessoal, de algo  ruim chegar a você ou a quem você ama. É recorrente a gente ouvir “Deus me livre”, quando uma situação é relatada e aquilo nos gera medo. Assim como o ditado que desde nossos avós, quem os tiveram, repetem: 

“Quem tem sua dor é que geme”. O número crescente de infectados e mortos pela COVID-19 me fizeram perceber que alguma coisa estava mudando na percepção do povo brasileiro sobre o avanço da pandemia. Eu percebia, através de manifestações em sites e redes sociais, que as pessoas não estavam tão silentes quanto ao seu entendimento sobre a responsabilidade do alastramento da infecção. É fato que desde o início a pandemia, no Brasil, foi totalmente politizada, pessoa alguma em sã consciência haverá de empanar esta obviedade. 

Percebi, no entanto, um paradoxo, uma vez que a pandemia avançava, mas os perfilados ao presidente Bolsonaro iam na mesma toada dele, responsabilizando a todos, menos o seu próprio governo. 

Percebendo este, repito, descompasso, comecei a observar mais atentamente e fui verificando que o avanço dos mortos e de infectados estavam crescendo assustadoramente e as opiniões foram mudando. Passei a ter a impressão que os posicionamentos responsabilizando o Governo Federal foram crescendo. 
No entanto, para ter uma ideia mais precisa, resolvi postar em minas redes do Facebook e Instagram uma pesquisa sem qualquer valor científico, acadêmico, mas me daria uma ideia pelo menos dos frequentadores, participantes das minhas redes sociais. 

Elenquei 8 “motivos” pescados das próprias redes, pedindo que as pessoas escolhessem o que seria o da pandemia estar como se via naquele momento. Alguns começaram a pedir a possibilidade de duas escolhas. Concordei. Os itens iam desde mentira, exagero do divulgado, passando por conspiração internacional para invadir o Brasil, armação da esquerda para derrubar o presidente até não tenho a menor ideia. 

Surpreendeu-me as respostas, sem qualquer medo de errar na proporção, mais de 90% afirmaram que : A coisa está muito feia, um absurdo o número de mortes diárias; associado a um outro item que afirmava: Há realmente um descaso do Governo Federal enorme. Registre-se que também elenquei em um item que “o problema está nas gestões dos governos estaduais e municipais”, assinalado por pouquíssimas pessoas. 

Achei efetivamente curioso o resultado, pois não esperava uma disparada tão grande de direcionamento de responsabilidade ao Governo Federal. Acreditava em um certo equilíbrio entre as forças políticas dos executivos. 

Depreendo, por fim, que a pandemia chegou perto das pessoas, a algumas eu questionei o porquê da resposta, em seus privados, e as que perguntei, em sua maioria, afirmaram que viu de perto a doença em si, mortes de pessoas próximas e ou da mesma família. 

Infelizmente, no entanto, ainda notamos que pessoas fogem desta realidade, indo de encontro, mesmo podendo seguir, às recomendações principalmente de não se aglomerarem. Certamente, essas pessoas que assim agem não viram de perto o que esta infecção é capaz. 

José Medrado Mestre em família pela Ucsal e fundador da Cidade da Luz

Pre | Desktop e Tablet
Grupo de orientação maternal Irmã Maria Angélica
Caravana Fraterna
Centro de Cultura e Arte Pai João
Oficina de costura Romana Medrado
Projeto viver Pituaçu na Cidade da Luz
Grupo de Assistência
Colabore
Next | Desktop e Tablet
Pre | Smartphone
Oficina de costura Romana Medrado
Grupo de Assistência
Caravana Fraterna
Colabore
Centro de Cultura e Arte Pai João
Grupo de orientação maternal Irmã Maria Angélica
Projeto viver Pituaçu na Cidade da Luz
Next | Smartphone
Rua Barreto Pedroso, 295 • Ptuaçu • Salvador • BA • CEP: 41.741-030 • Brasil
Telefone: +55 71 3363.5538
E-mail: cidadedaluz@cidadedaluz.com.br
2016 - 2021. Cidade da Luz. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital