Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o nosso site e as páginas que visita. Tudo para tornar sua experiência a mais agradável possível. Para obter mais informações, consulte o nosso política de privacidade e nossa política de cookies. E para entender os tipos de cookies que utilizamos, clique em Opções. Ao clicar em Aceito, você consente com a utilização de cookies.

Aceito Opções

Definições

Queremos ser transparentes sobre os dados que nós e os nossos parceiros coletamos e como os utilizamos, para que você possa controlar melhor os seus dados pessoais. Para obter mais informações, consulte a nossa política de privacidade e nossa politíca de cookies.

O que são cookies?

Cookies são arquivos salvos em seu computador, tablet ou telefone quando você visita um site.

Usamos os cookies necessários para fazer o site funcionar da melhor forma possível e sempre aprimorar os nossos serviços.

Alguns cookies são classificados como necessários e permitem a funcionalidade central, como segurança, gerenciamento de rede e acessibilidade. Estes cookies podem ser coletados e armazenados assim que você inicia sua navegação ou quando usa algum recurso que os requer.

Gerenciar preferências de consentimento

Utilizamos softwares analíticos de terceiros para coletar informações estatísticas sobre os visitantes do nosso site. Esses plugins podem compartilhar o conteúdo que você fornece para terceiros. Recomendamos que você leia as políticas de privacidade deles.

Bloquear / Ativar
Google Analytics
Necessário

São aqueles que permitem a você navegar pelo site e usar recursos essenciais, como áreas seguras, por exemplo. Esses cookies não guardam quaisquer informações sobre você que possam ser usadas em ações de comunicação de produto ou serviço ou para lembrar as páginas navegadas no site.

Bloquear / Ativar
Site
Necessário

Artigos

11h00

Precisa de punição

É inacreditável que ainda há quem, por conta de suas confissões de fé, ainda se permitem desrespeitar, atacar religiões e comportamentos de outras pessoas, que vivem suas vidas, consoantes seus princípios e direitos. O pior é que, em geral, essas pessoas se apoiam no cristianismo, como se Jesus tivesse pregado a segregação, a discriminação, o preconceito. Penso que essas pessoas sempre carregam questões que vão além de seus vernizes e quitinas, mas que refletem tormentos de suas almas. 

A jogadora de futebol Chú Santos, atacante do Palmeiras e da seleção brasileira, tem sido duramente criticada por torcedores e jogadoras, após fazer um comentário preconceituoso sobre o humorista Paulo Gustavo, que morreu na última terça-feira, vítima da Covid-19. A atleta em uma de suas redes sociais afirmou que o humorista "foi para o inferno". 

O comentário foi feito em uma publicação de outra pessoa, que falava sobre as diferenças entre o vereador evangélico Irmão Lázaro  e Paulo Gustavo, homossexual e umbandista. Ambos foram vítimas da Covid-19. A intolerância gerou revolta entre os torcedores e algumas jogadoras da seleção e de outros clubes brasileiros. A consagrada Marta foi uma das primeiras a se posicionarem. 

Entendo que deve haver mais rigor na aplicação da  Lei Federal nº 7.716, que prevê pena de reclusão de dois a cinco anos a quem cometer "crimes resultantes de discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional". O Supremo Tribunal Federal (STF), em decisão de 2019, permitiu enquadrar como crime o ato de "praticar, induzir ou incitar a discriminação ou preconceito" com base em homofobia. Triste é que essas pessoas lançam suas opiniões, depois percebem o que fizeram, aí vêm e pedem desculpa, afirmando que não tiveram esta intenção e coisas e tais. Publicou que: "Da mesma forma que tive peito de ir lá e comentar no Facebook eu também tenho peito de vir aqui me desculpar com vocês. Pode ter certeza que não vai mais acontecer. Foi um impulso e acabou gerando esse comentário", justificou e enfatizou: "Quero pedir desculpa a todos, se atingiu vocês de alguma forma, se não foi do agrado de vocês. Não só desculpa, quero que me perdoem.", pois é, tudo bem que as pessoas se permitem a sair menosprezando, desconsiderando outras pessoas, atingindo, inclusive, seus familiares e amigos com os seus conceitos equivocados, cheios de intolerâncias, mas já virou uma prática, e o pior: em possível ação criminal, a justiça aceita a retratação como forma de prévia absolvição, restando, muitas vezes, apenas a busca de indenização como forma de apenamento. Todavia, essas condenações pecuniárias têm sido muito baixas, que não dissuadem a novas investidas fanáticas. 

José Medrado Mestre em família pela Ucsal e fundador da Cidade da Luz

Pre | Desktop e Tablet
Caravana Fraterna
Colabore
Oficina de costura Romana Medrado
Projeto viver Pituaçu na Cidade da Luz
Centro de Cultura e Arte Pai João
Grupo de Assistência
Grupo de orientação maternal Irmã Maria Angélica
Next | Desktop e Tablet
Pre | Smartphone
Oficina de costura Romana Medrado
Colabore
Caravana Fraterna
Projeto viver Pituaçu na Cidade da Luz
Grupo de orientação maternal Irmã Maria Angélica
Grupo de Assistência
Centro de Cultura e Arte Pai João
Next | Smartphone
Rua Barreto Pedroso, 295 • Ptuaçu • Salvador • BA • CEP: 41.741-030 • Brasil
Telefone: +55 71 3363.5538
E-mail: cidadedaluz@cidadedaluz.com.br
2016 - 2021. Cidade da Luz. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital