Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o nosso site e as páginas que visita. Tudo para tornar sua experiência a mais agradável possível. Para obter mais informações, consulte o nosso política de privacidade e nossa política de cookies. E para entender os tipos de cookies que utilizamos, clique em Opções. Ao clicar em Aceito, você consente com a utilização de cookies.

Aceito Opções

Definições

Queremos ser transparentes sobre os dados que nós e os nossos parceiros coletamos e como os utilizamos, para que você possa controlar melhor os seus dados pessoais. Para obter mais informações, consulte a nossa política de privacidade e nossa politíca de cookies.

O que são cookies?

Cookies são arquivos salvos em seu computador, tablet ou telefone quando você visita um site.

Usamos os cookies necessários para fazer o site funcionar da melhor forma possível e sempre aprimorar os nossos serviços.

Alguns cookies são classificados como necessários e permitem a funcionalidade central, como segurança, gerenciamento de rede e acessibilidade. Estes cookies podem ser coletados e armazenados assim que você inicia sua navegação ou quando usa algum recurso que os requer.

Gerenciar preferências de consentimento

Utilizamos softwares analíticos de terceiros para coletar informações estatísticas sobre os visitantes do nosso site. Esses plugins podem compartilhar o conteúdo que você fornece para terceiros. Recomendamos que você leia as políticas de privacidade deles.

Bloquear / Ativar
Google Analytics
Necessário

São aqueles que permitem a você navegar pelo site e usar recursos essenciais, como áreas seguras, por exemplo. Esses cookies não guardam quaisquer informações sobre você que possam ser usadas em ações de comunicação de produto ou serviço ou para lembrar as páginas navegadas no site.

Bloquear / Ativar
Site
Necessário

Artigos

11h00

Dê valor...

As Olimpíadas de Tóquio acabou, ficando o Brasil com recordes de ouros e de medalhas que levara o Brasil ao 12º lugar no quadro de classificação geral. A melhor posição da história, uma acima do 13º conquistado no Rio, em 2016. Todavia, começa agora no fim de agosto e começo de setembro a Paralimpíadas de Tóquio,e, infelizmente, não vemos o povo brasileiro com o meus entusiasmo e expectativas para estes jogos. Sem saber que o Brasil tem melhor rendimento com os seus atletas paraolímpicos, à frente mesmo dos olímpicos. Em 2016, no Rio de Janeiro, o Brasil alcançou o 8º lugar na classificação geral com 14 medalhas de ouro, 29 de prata e 29 de bronze. O total de 72 medalhas que foi o melhor resultado obtido, até então, pelo país em Jogos Paralímpicos. A delegação brasileira foi composta por 286 atletas, sendo 184 homens e 102 mulheres em 22 modalidades.

O desporto das pessoas portadoras de deficiência, no Brasil de hoje, é uma realidade incontestável. Contudo, se vimos atletas olímpicos se queixando da falta de apoio apropriado, imaginemos os paraolímpicos, com dificuldades encontradas no que diz respeito a infraestrutura dos clubes e associações de esportes,  tais como: locais apropriados, materiais e equipamentos adequados, além da conscientização dos próprios portadores de deficiência e sua família sobre a importância do esporte como fator preponderante no auxílio à reinserção do portador de deficiência na vida social. Outra grande questão é a falta de profissionais habilitados e adequadamente preparados para atuarem com essas pessoas nos esportes específicos, principalmente, no que diz respeito, na avaliação e metodologia do treinamento esportivo com bases científicas, têm sido, infelizmente, uma das principais queixas e reivindicações dos clubes, associações nacionais, atletas e dirigentes do desporto adaptado no nosso país. Sem falar, naturalmente, digamos, da falta de torcida vigorosa, entusiasmada, dando a impressão até de resistência a acompanhar por algum tipo de dificuldade de enfrentamento com as deficiências dos nossos patrícios. 

As Paralimpíadas de Tóquio 2021  terá a participação de 131 países ao todo. O Brasil lidera esse quesito, com 253 paratletas, seguido da China, com 230, e do Comitê Paralímpico Russo, com 181 atletas.

Possamos como sociedade valorizar e estimular esse tipo de desporto, a fim de que adultos e crianças com deficiência possam dimensionar a importância desta capacidade transformadora inclusive em seus aspectos psicológicos e sociais, como ferramenta de reabilitação e também de inclusão na sociedade desses resilientes atletas, que deveriam ser vistos como símbolos poderosos de referência para aceitação e superação.

José Medrado Mestre em família pela Ucsal e fundador da Cidade da Luz

Pre | Desktop e Tablet
Caravana Fraterna
Projeto viver Pituaçu na Cidade da Luz
Grupo de Assistência
Colabore
Oficina de costura Romana Medrado
Centro de Cultura e Arte Pai João
Grupo de orientação maternal Irmã Maria Angélica
Next | Desktop e Tablet
Pre | Smartphone
Colabore
Caravana Fraterna
Grupo de orientação maternal Irmã Maria Angélica
Projeto viver Pituaçu na Cidade da Luz
Grupo de Assistência
Oficina de costura Romana Medrado
Centro de Cultura e Arte Pai João
Next | Smartphone
Rua Barreto Pedroso, 295 • Ptuaçu • Salvador • BA • CEP: 41.741-030 • Brasil
Telefone: +55 71 3363.5538
E-mail: cidadedaluz@cidadedaluz.com.br
2016 - 2021. Cidade da Luz. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital