Artigos

16h00

Você sabe?

S empre ouvi que os políticos, sem medo de errar, em sua grande maioria, não se preocupam com o processo de educação da população, nem, claro, por consequência, também, da inserção desses milhões no mundo digital. Informação verdadeira, sem sombra de dúvidas. Educação é chão para discernir. Todavia, percebo que a questão é muito mais ampla e não perpassa apenas pelos que não têm acesso. Pude constatar, por exemplo, em conversa com quatro amigos esclarecidos, detentores de cursos superiores e, até certo ponto, pessoas bem informadas, qual seria a opinião deles acerca da investida do Congresso Nacional (Câmara e Senado) sobre esta espécie de anistia que vão se dar, para que ninguém saiba sobre as tais emendas secretas, ou se preferirem: emendas do relator. Não vi isso não, responderam três, e um enrolou. Ou seja, desconheciam completamente em que os senhores parlamentares trabalham. Em verdade, o que esses senhores querem é uma autoanistia, pensam em dar transparência daqui para frente, porque para trás, não sabem quem solicitou, para onde foi... será que alguém crê nisto?

Sim. Infelizmente, o povo brasileiro, em sua generalidade, não se sente patrão dos seus “representantes”. As suas excelências criaram uma espécie de continuísmo da Corte Imperial onde eles são os nobres. Seus interesses sempre são a tônica das discussões parlamentares, com grande celeridade. Lá atrás criaram a emenda impositiva, onde o Executivo teria a obrigação de liberar isonomicamente para aliados e adversários políticos as tais emendas parlamentares. Alegavam se tratar de princípio democrático. Certo. Tem as emendas de bancadas. Na emenda do relator o mecanismo é criticado por permitir que o governo distribua dinheiro público a seus aliados conforme entender, permitindo, assim, que o Planalto utilize essas emendas nas negociações pela tramitação de propostas de seu interesse no Legislativo.

Segundo levantamento realizado pela ONG Contas Abertas, que fiscaliza o orçamento público, exatamente uma semana antes da aprovação da PEC dos Precatórios, em primeiro turno na Câmara, o governo federal empenhou R$ 909 milhões apenas em emendas do relator. No orçamento de 2021, as emendas parlamentares individuais, entre senadores e deputados, custaram R$ 9,6 bilhões. Já as emendas para as bancadas dos partidos foram de R$ 7,3 bilhões. As de comissão foram zeradas, registre-se que estas são as responsáveis por criarem políticas públicas nacionais. Porém, as de relator, que começaram a partir do orçamento de 2020, custaram R$ 18,5 bilhões. Precisamos realmente entender como funcionam os grandes adutores do dinheiro público nacional, no lugar, por exemplo, de ficarmos com picuinhas no WhatsApp.

 

José Medrado Mestre em família pela Ucsal e fundador da Cidade da Luz medrado@cidadadaluz.com.br

Pre | Desktop e Tablet
Projeto viver Pituaçu na Cidade da Luz
Oficina de costura Romana Medrado
Grupo de orientação maternal Irmã Maria Angélica
Centro de Cultura e Arte Pai João
Caravana Fraterna
Grupo de Assistência
Colabore
Next | Desktop e Tablet
Pre | Smartphone
Colabore
Projeto viver Pituaçu na Cidade da Luz
Caravana Fraterna
Grupo de Assistência
Oficina de costura Romana Medrado
Centro de Cultura e Arte Pai João
Grupo de orientação maternal Irmã Maria Angélica
Next | Smartphone
Rua Barreto Pedroso, 295 • Ptuaçu • Salvador • BA • CEP: 41.741-030 • Brasil
Telefone: +55 71 3363.5538
E-mail: cidadedaluz@cidadedaluz.com.br
2016 - 2022. Cidade da Luz. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o nosso site e as páginas que visita. Tudo para tornar sua experiência a mais agradável possível. Para obter mais informações, consulte o nosso política de privacidade e nossa política de cookies. E para entender os tipos de cookies que utilizamos, clique em Opções. Ao clicar em Aceito, você consente com a utilização de cookies.

Aceito Opções

Definições

Queremos ser transparentes sobre os dados que nós e os nossos parceiros coletamos e como os utilizamos, para que você possa controlar melhor os seus dados pessoais. Para obter mais informações, consulte a nossa política de privacidade e nossa politíca de cookies.

O que são cookies?

Cookies são arquivos salvos em seu computador, tablet ou telefone quando você visita um site.

Usamos os cookies necessários para fazer o site funcionar da melhor forma possível e sempre aprimorar os nossos serviços.

Alguns cookies são classificados como necessários e permitem a funcionalidade central, como segurança, gerenciamento de rede e acessibilidade. Estes cookies podem ser coletados e armazenados assim que você inicia sua navegação ou quando usa algum recurso que os requer.

Gerenciar preferências de consentimento

Utilizamos softwares analíticos de terceiros para coletar informações estatísticas sobre os visitantes do nosso site. Esses plugins podem compartilhar o conteúdo que você fornece para terceiros. Recomendamos que você leia as políticas de privacidade deles.

Bloquear / Ativar
Google Analytics
Necessário

São aqueles que permitem a você navegar pelo site e usar recursos essenciais, como áreas seguras, por exemplo. Esses cookies não guardam quaisquer informações sobre você que possam ser usadas em ações de comunicação de produto ou serviço ou para lembrar as páginas navegadas no site.

Bloquear / Ativar
Site
Necessário