Artigos

10h00

O mundo do fanático

Muito temos percebido que as pessoas perderam os seus limites na emissão de suas opiniões, tornando-se cada vez mais radicais sobre assuntos de política, sexualidade, religião, dentre outros, buscando, em geral, a preponderância de seus pontos de vista. São as redes sociais, grupos de WhatsApp, mesa de bar, almoço em família... não há mais lugar onde uma discussão não se estabeleça, e pior: geralmente com desfecho em brigas e término de amizade. O fanatismo ganhou a estrada, em sua via preferencial. As discussões deixaram de ser troca de ideias e se transformaram em batalhas extremistas, cheias de raiva em defesa de conceitos e ou pessoas, em uma obsessiva adesão incondicional, sem qualquer ideia de limite, valendo-se, inclusive, de distorcer ideias, mentir, inventar conceitos, dizer que pesquisou, que viu um estudioso... não importa a linha de argumento, mas precisa se chegar ao fim, no convencimento – ganhar a tal batalha de narrativas. Vale tudo, para o fanático, a fim de convalidar as suas ideias. Nunca há plausibilidade nas discussões. O que, no entanto, leva ao fanatismo, ou está por trás desta estrutura de personalidade que se descompensa, em, muitas vezes, defender o ilógico, o incongruente ou escancaradamente errado e mentiroso? O mundo dos psicólogos gravita sobre o encontro dessas respostas, dividindo, muitas vezes, com a própria neurociência o entendimento de que a dopamina, um neurotransmissor intimamente ligado às manifestações das emoções se mobiliza diante de um prazer, de uma conquista, busca-se o prêmio dela, mas como uma droga, há necessidade cada vem mais e mais de produzi-la. Assim, o fanático vai em uma crescente exaltação, para melhor ser a sua recompensa da “concordância” do outro, do inimigo. Não havendo, o descontrole se apresenta. Outros estudiosos, em via diferente, afirmam que este viés (fanatismo) sempre esteve naquele indivíduo, que vai mudando de foco das suas brigas com o passar do tempo. Ainda assim, é importante considerar queofanatismo não é classificado como uma doença. “Ele é um comportamento disfuncional, mas não é considerado um transtorno mental, e se caracteriza por uma crença ou comportamento que não admite refutação, que é defendida de forma obsessiva e apaixonada e que deixa muito pouco espaço para a tolerância às ideias contrárias”, explica a médica psiquiatra Elisa Brietzke, orientadora do programa de pós-graduação em psiquiatria da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo). O certo é que o fanático, sempre usa um escudo de proteção dos seus valores de ser. Fecha-se em suas convicções e nelas se oxigena, para não ter que lidar com os seus próprios medos e fragilidades. Não pode nunca capitular em suas defesas, por mais ilógicas que sejam.

Pre | Desktop e Tablet
Centro de Cultura e Arte Pai João
Caravana Fraterna
Grupo de Assistência
Colabore
Grupo de orientação maternal Irmã Maria Angélica
Projeto viver Pituaçu na Cidade da Luz
Oficina de costura Romana Medrado
Next | Desktop e Tablet
Pre | Smartphone
Grupo de Assistência
Grupo de orientação maternal Irmã Maria Angélica
Colabore
Caravana Fraterna
Projeto viver Pituaçu na Cidade da Luz
Centro de Cultura e Arte Pai João
Oficina de costura Romana Medrado
Next | Smartphone
Rua Barreto Pedroso, 295 • Ptuaçu • Salvador • BA • CEP: 41.741-030 • Brasil
Telefone: +55 71 3363.5538
E-mail: cidadedaluz@cidadedaluz.com.br
2016 - 2022. Cidade da Luz. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o nosso site e as páginas que visita. Tudo para tornar sua experiência a mais agradável possível. Para obter mais informações, consulte o nosso política de privacidade e nossa política de cookies. E para entender os tipos de cookies que utilizamos, clique em Opções. Ao clicar em Aceito, você consente com a utilização de cookies.

Aceito Opções

Definições

Queremos ser transparentes sobre os dados que nós e os nossos parceiros coletamos e como os utilizamos, para que você possa controlar melhor os seus dados pessoais. Para obter mais informações, consulte a nossa política de privacidade e nossa politíca de cookies.

O que são cookies?

Cookies são arquivos salvos em seu computador, tablet ou telefone quando você visita um site.

Usamos os cookies necessários para fazer o site funcionar da melhor forma possível e sempre aprimorar os nossos serviços.

Alguns cookies são classificados como necessários e permitem a funcionalidade central, como segurança, gerenciamento de rede e acessibilidade. Estes cookies podem ser coletados e armazenados assim que você inicia sua navegação ou quando usa algum recurso que os requer.

Gerenciar preferências de consentimento

Utilizamos softwares analíticos de terceiros para coletar informações estatísticas sobre os visitantes do nosso site. Esses plugins podem compartilhar o conteúdo que você fornece para terceiros. Recomendamos que você leia as políticas de privacidade deles.

Bloquear / Ativar
Google Analytics
Necessário

São aqueles que permitem a você navegar pelo site e usar recursos essenciais, como áreas seguras, por exemplo. Esses cookies não guardam quaisquer informações sobre você que possam ser usadas em ações de comunicação de produto ou serviço ou para lembrar as páginas navegadas no site.

Bloquear / Ativar
Site
Necessário