Artigos

14h50

Pseudopatriotas

O assassinato de Marcelo Arruda, em Foz do Iguaçu, no Paraná, mobilizou a sociedade brasileira. Infelizmente, muitos tentaram contemporizar o homicídio, afirmando em redes sociais justificativas das mais variadas. O fato, no entanto, é cristalino – houve um assassinato. Tenta-se, ao meu sentir, normalizar, banalizar a perda de um pai de família, que festejava o seu aniversário e certamente o nascimento de sua filha mais nova, que estava com 40 dias de vida

O assassinato e posição de algumas pessoas me remeteram a Hannah Arendt, uma filósofa e teórica política de origem judaica. Foi uma grande pensadora do século XX. Vítima do racismo antissemita, tornou-se uma pensadora reconhecida pelos seus estudos sobre os regimes totalitários e sua visão crítica da questão judaica. Arendt acompanhou o julgamento, em Nuremberg, do nazista Eichmann, chegando à conclusão que o mal praticado pelo responsável por ocupar funções na Seção de assuntos judaicos do departamento de segurança de Berlim, que encaminhava os judeus para a morte, houvera se tornado banal, no entendimento daqueles criminosos. Ela afirmava que o mal que eles praticavam era constante e fazia parte da rotina dos oficiais nazistas como instrumento de trabalho. Ou seja, a banalidade do mal é um mal que virou comum de ser praticado. Aí minha lembrança sentiu um calafrio, pois não precisa ser analítico, especialista em comportamento de massas para deduzir que está havendo, sim, uma escalada de violência política no País. Grupos sem compromisso com o ideal democrático estão se assanhando, por sentirem que as pessoas estão, na gíria do momento, passando o pano em infames comportamentos desconstrutivos do respeito às diferenças de opinião e posicionamento no espectro político nacional. As opiniões políticas de grupos, que deveriam ser normais, estão se transformando em uma adversidade odiosa, com consequências no momento imprevisíveis.

Os extremistas, em quaisquer das posições, são, em verdade, pseudopatriotas sem amor à pátria, porque pátria não é o território físico, ou o nome dele. Pátria é o lar do coletivo, de todos, que gera um sentimento de pertencimento, de também ser “proprietário”, através de seus símbolos e associações de raiz, de vida. Precisa ser um lugar para sonhos e ideais, em que direção for, contanto que seja o da maioria e sempre com respeito aos que não sejam e não pensam uniformizados. Não pode se tornar em campo de mortes fratricidas e desmando de toda e qualquer natureza. Quem ama a sua pátria dela faz morada de respeito aos regramentos constitucionais, legais e aceita, simplesmente, o diverso que grassa naquele solo, haja vista “Se o penhor dessa igualdade; conseguimos conquistar com braço forte”.

José Medrado Mestre em família pela Ucsal e fundador da Cidade da Luz medrado@cidadadaluz.com.br

Pre | Desktop e Tablet
Caravana Fraterna
Grupo de orientação maternal Irmã Maria Angélica
Centro de Cultura e Arte Pai João
Grupo de Assistência
Projeto viver Pituaçu na Cidade da Luz
Oficina de costura Romana Medrado
Colabore
Next | Desktop e Tablet
Pre | Smartphone
Centro de Cultura e Arte Pai João
Oficina de costura Romana Medrado
Projeto viver Pituaçu na Cidade da Luz
Grupo de orientação maternal Irmã Maria Angélica
Grupo de Assistência
Caravana Fraterna
Colabore
Next | Smartphone
Rua Barreto Pedroso, 295 • Ptuaçu • Salvador • BA • CEP: 41.741-030 • Brasil
Telefone: +55 71 3363.5538
E-mail: cidadedaluz@cidadedaluz.com.br
2016 - 2022. Cidade da Luz. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o nosso site e as páginas que visita. Tudo para tornar sua experiência a mais agradável possível. Para obter mais informações, consulte o nosso política de privacidade e nossa política de cookies. E para entender os tipos de cookies que utilizamos, clique em Opções. Ao clicar em Aceito, você consente com a utilização de cookies.

Aceito Opções

Definições

Queremos ser transparentes sobre os dados que nós e os nossos parceiros coletamos e como os utilizamos, para que você possa controlar melhor os seus dados pessoais. Para obter mais informações, consulte a nossa política de privacidade e nossa politíca de cookies.

O que são cookies?

Cookies são arquivos salvos em seu computador, tablet ou telefone quando você visita um site.

Usamos os cookies necessários para fazer o site funcionar da melhor forma possível e sempre aprimorar os nossos serviços.

Alguns cookies são classificados como necessários e permitem a funcionalidade central, como segurança, gerenciamento de rede e acessibilidade. Estes cookies podem ser coletados e armazenados assim que você inicia sua navegação ou quando usa algum recurso que os requer.

Gerenciar preferências de consentimento

Utilizamos softwares analíticos de terceiros para coletar informações estatísticas sobre os visitantes do nosso site. Esses plugins podem compartilhar o conteúdo que você fornece para terceiros. Recomendamos que você leia as políticas de privacidade deles.

Bloquear / Ativar
Google Analytics
Necessário

São aqueles que permitem a você navegar pelo site e usar recursos essenciais, como áreas seguras, por exemplo. Esses cookies não guardam quaisquer informações sobre você que possam ser usadas em ações de comunicação de produto ou serviço ou para lembrar as páginas navegadas no site.

Bloquear / Ativar
Site
Necessário