Artigos

10h00

Bajulação e interesse

O ministro da Justiça, André Mendonça – o que a promessa de uma vaga no Supremo Tribunal Federal não faz –, determinou que a Polícia Federal intimasse o jornalista Hélio Schwartsman, com base na Lei de Segurança Nacional, por ter escrito um artigo e publicado no jornal Folha de S.Paulo, com o título: “Por que torço para que Bolsonaro morra”. Infeliz abordagem, pois o desejo puro e simples pela morte de alguém retrata uma total ausência de possibilidade de deslocamento e ou solução do problema que se depara. O jornalista, em verdade, se apoiou no processo filosófico conhecido por consequencialismo, cuja teoria ética defende que o fato, a ação moral não é meramente a intenção, mais o resultado dela, a sua consequência. O jornalista remetia, claramente, ao que ele julga benefício, em face do descaso do presidente diante da pandemia do coronavírus, onde o Brasil já perdeu mais de 114 mil vidas. A investigação aberta é de consistência igual a de castelo de cartas, haja vista que o objeto, imagine, é sobre um artigo, que evidencia um desejo, talvez até nem sincero, mas como contraponto a descasos e falta de empatia com o povo brasileiro e o seu momento de insegurança com a Covid-19. Não é de se esconder, haja vista a insistência do presidente em negar, desconsiderar, a pandemia e para tanto, fato, ele sempre a minimizou, possivelmente, em suas possíveis avaliações, a sua estratégia de reeleição estava comprometida, em face do esfacelamento da economia. Conceber que a vontade de uma pessoa, expressada apenas em uma linha argumentativa, gerará desequilíbrio à segurança nacional é, no mínimo, infantil. Infelizmente, a bajulação é para muitos requisito essencial na lida com egos inflados, que precisam ser sempre acariciados para se encontrar alguma vantagem. Lamentável. A aposta dos políticos de plantão, não atingindo a todos, claro, é a memória superlativamente curta do povo brasileiro, pois a desfaçatez está sendo mercadoria de primeira linha para o consumo deles, sem qualquer constrangimento. Quem não se lembra que, em 2015, o então deputado Jair Bolsonaro desejou à presidente Dilma Rousseff: “Eu espero que acabe hoje, infartada ou com câncer, de qualquer maneira”, pois é, o presidente se esquece o que fez e se ofende com o mesmo que a ele é feito. Parece que por sistema o presidente busca abafar a imprensa, os seus prepostos. Nesta semana disse que desejava encher de porrada um jornalista que cumpria o seu papel de esclarecer fatos do interesse público; depois usa palavra chula em um evento oficial para dizer que os jornalistas com a Covid-19 morreriam se a contraíssem. Navega na popularidade das últimas pesquisas, sendo o que ele sempre foi.

José Medrado Mestre em família pela Ucsal e fundador da Cidade da Luz

Pre | Desktop e Tablet
Caravana Fraterna
Centro de Cultura e Arte Pai João
Projeto viver Pituaçu na Cidade da Luz
Grupo de orientação maternal Irmã Maria Angélica
Oficina de costura Romana Medrado
Colabore
Grupo de Assistência
Next | Desktop e Tablet
Pre | Smartphone
Projeto viver Pituaçu na Cidade da Luz
Centro de Cultura e Arte Pai João
Caravana Fraterna
Colabore
Oficina de costura Romana Medrado
Grupo de Assistência
Grupo de orientação maternal Irmã Maria Angélica
Next | Smartphone
Rua Barreto Pedroso, 295 • Ptuaçu • Salvador • BA • CEP: 41.741-030 • Brasil
Telefone: +55 71 3363.5538
E-mail: cidadedaluz@cidadedaluz.com.br
2016 - 2021. Cidade da Luz. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o nosso site e as páginas que visita. Tudo para tornar sua experiência a mais agradável possível. Para obter mais informações, consulte o nosso política de privacidade e nossa política de cookies. E para entender os tipos de cookies que utilizamos, clique em Opções. Ao clicar em Aceito, você consente com a utilização de cookies.

Aceito Opções

Definições

Queremos ser transparentes sobre os dados que nós e os nossos parceiros coletamos e como os utilizamos, para que você possa controlar melhor os seus dados pessoais. Para obter mais informações, consulte a nossa política de privacidade e nossa politíca de cookies.

O que são cookies?

Cookies são arquivos salvos em seu computador, tablet ou telefone quando você visita um site.

Usamos os cookies necessários para fazer o site funcionar da melhor forma possível e sempre aprimorar os nossos serviços.

Alguns cookies são classificados como necessários e permitem a funcionalidade central, como segurança, gerenciamento de rede e acessibilidade. Estes cookies podem ser coletados e armazenados assim que você inicia sua navegação ou quando usa algum recurso que os requer.

Gerenciar preferências de consentimento

Utilizamos softwares analíticos de terceiros para coletar informações estatísticas sobre os visitantes do nosso site. Esses plugins podem compartilhar o conteúdo que você fornece para terceiros. Recomendamos que você leia as políticas de privacidade deles.

Bloquear / Ativar
Google Analytics
Necessário

São aqueles que permitem a você navegar pelo site e usar recursos essenciais, como áreas seguras, por exemplo. Esses cookies não guardam quaisquer informações sobre você que possam ser usadas em ações de comunicação de produto ou serviço ou para lembrar as páginas navegadas no site.

Bloquear / Ativar
Site
Necessário